Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Paralisação denuncia descaso da Prefeitura de Natal com os servidores da Secretaria de Tributação

Servidores paralisaram dois dias em protesto contra congelamento dos ajustes salariais

Escrito por: Redação CUT/RN e Assessoria • Publicado em: 04/09/2019 - 18:19 • Última modificação: 04/09/2019 - 18:48 Escrito por: Redação CUT/RN e Assessoria Publicado em: 04/09/2019 - 18:19 Última modificação: 04/09/2019 - 18:48

ASCOM SINSENAT 70 servidores da secretaria amargam 7 anos de congelamento de vencimentos

Durante os dias 2 e 3 de setembro, os servidores da Secretaria Municipal de Tributação de Natal (RN) paralisaram as atividades. Enquanto os 70 servidores da secretaria amargam 7 anos de congelamento dos seus vencimentos, outras categorias na mesma secretaria, como os auditores fiscais, receberam um aumento na gratificação de transporte que passou de R$ 800 para R$ 2.500.

Por isso, o Sindicato dos Servidores do Município de Natal (SINSENAT/CUT) vem a público, mais uma vez, denunciar as injustiças praticadas pela Prefeitura com relação a diferença de tratamento entre as categorias na Secretaria Municipal de Tributação (SEMUT).

Por consecutivas gestões municipais, os servidores da SEMUT sofrem com salários congelados e corroídos pela inflação. Enquanto estes servidores estão com a Gratificação de Atividade Fazendária (GAF) congelada há sete anos, sem nenhum reajuste salarial e com o processo de criação do plano de cargos e carreiras específico, parado na Secretaria de Administração do Município, outras categorias como os auditores fiscais conquistaram diversas melhorias.

Título: Paralisação denuncia descaso da Prefeitura de Natal com os servidores da Secretaria de Tributação, Conteúdo: Durante os dias 2 e 3 de setembro, os servidores da Secretaria Municipal de Tributação de Natal (RN) paralisaram as atividades. Enquanto os 70 servidores da secretaria amargam 7 anos de congelamento dos seus vencimentos, outras categorias na mesma secretaria, como os auditores fiscais, receberam um aumento na gratificação de transporte que passou de R$ 800 para R$ 2.500. Por isso, o Sindicato dos Servidores do Município de Natal (SINSENAT/CUT) vem a público, mais uma vez, denunciar as injustiças praticadas pela Prefeitura com relação a diferença de tratamento entre as categorias na Secretaria Municipal de Tributação (SEMUT). Por consecutivas gestões municipais, os servidores da SEMUT sofrem com salários congelados e corroídos pela inflação. Enquanto estes servidores estão com a Gratificação de Atividade Fazendária (GAF) congelada há sete anos, sem nenhum reajuste salarial e com o processo de criação do plano de cargos e carreiras específico, parado na Secretaria de Administração do Município, outras categorias como os auditores fiscais conquistaram diversas melhorias.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.