Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Servidores municipais de Quilombo cruzam os braços por reajuste de salário e do vale alimentação

Trabalhadores reivindicam reajuste de 10% e vale alimentação de R$ 200,00.

Escrito por: Portal Minutta/Fetram-SC • Publicado em: 02/04/2019 - 17:10 • Última modificação: 02/04/2019 - 17:39 Escrito por: Portal Minutta/Fetram-SC Publicado em: 02/04/2019 - 17:10 Última modificação: 02/04/2019 - 17:39

Portal Minutta No primeiro dia de greve, os servidores se concentram em frente ao prédio da prefeitura

Os servidores públicos municipais da prefeitura de Quilombo (SC) iniciaram, na manhã desta terça-feira (2), a greve prometida pela categoria. Eles chegaram em frente ao prédio da prefeitura por volta das 8 horas, cantaram o Hino Nacional e cruzaram os braços.

A greve foi decretada no dia 27 de março, durante Assembleia realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Chapecó e Região. O prefeito Silvano de Pariz foi comunicado e, como não teve acordo nas negociações, os servidores optaram por paralisar as atividades.

Conforme informações da Assessoria de Comunicação do sindicato, uma nova Assembleia foi realizada na noite de segunda-feira (1º) para confirmar se os servidores queriam ou não a greve. A maioria ergueu a mão, aprovando a paralisação.

A prefeitura de Quilombo ainda não se manifestou de forma oficial sobre a paralisação dos servidores públicos municipais.

Decretada em Assembleia no dia 27 de março, a greve é um reflexo da insatisfação da categoria à negativa do prefeito Silvano de Pariz à reivindicação apresentada pelos trabalhadores de 10% de reajuste salarial e o aumento para R$ 200,00 do valor do vale alimentação. Atualmente, os servidores recebem apenas R$ 50,00 de vale. 

As negociações com a Administração Municipal serão conduzidas pela Comissão de Greve, eleita nesta manhã para representar os trabalhadores nas reuniões a serem agendadas com o prefeito.

Leia mais sobre as negociações aqui - https://bit.ly/2uHcwdD

Título: Servidores municipais de Quilombo cruzam os braços por reajuste de salário e do vale alimentação, Conteúdo: Os servidores públicos municipais da prefeitura de Quilombo (SC) iniciaram, na manhã desta terça-feira (2), a greve prometida pela categoria. Eles chegaram em frente ao prédio da prefeitura por volta das 8 horas, cantaram o Hino Nacional e cruzaram os braços. A greve foi decretada no dia 27 de março, durante Assembleia realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Chapecó e Região. O prefeito Silvano de Pariz foi comunicado e, como não teve acordo nas negociações, os servidores optaram por paralisar as atividades. Conforme informações da Assessoria de Comunicação do sindicato, uma nova Assembleia foi realizada na noite de segunda-feira (1º) para confirmar se os servidores queriam ou não a greve. A maioria ergueu a mão, aprovando a paralisação. A prefeitura de Quilombo ainda não se manifestou de forma oficial sobre a paralisação dos servidores públicos municipais. Decretada em Assembleia no dia 27 de março, a greve é um reflexo da insatisfação da categoria à negativa do prefeito Silvano de Pariz à reivindicação apresentada pelos trabalhadores de 10% de reajuste salarial e o aumento para R$ 200,00 do valor do vale alimentação. Atualmente, os servidores recebem apenas R$ 50,00 de vale.  As negociações com a Administração Municipal serão conduzidas pela Comissão de Greve, eleita nesta manhã para representar os trabalhadores nas reuniões a serem agendadas com o prefeito. Leia mais sobre as negociações aqui - https://bit.ly/2uHcwdD



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.