Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Municipais ocuparão Brasília para se solidarizar com Dilma e defender a democracia

Nesta segunda (29), servidores públicos de todo o país protestarão no Senado contra golpe de Estado travestido de impeachment

Escrito por: Confetam • Publicado em: 28/08/2016 - 12:21 • Última modificação: 30/08/2016 - 11:11 Escrito por: Confetam Publicado em: 28/08/2016 - 12:21 Última modificação: 30/08/2016 - 11:11

. .

A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) convoca as federações filiadas, sindicatos da categoria e servidores da base em todo o Brasil a engrossarem fileiras contra o golpe de Estado que se desenha no Senado Federal.

Irmanados à Central Única dos Trabalhadores (CUT) e à Frente Brasil Popular, os servidores públicos municipais brasileiros se somam às diversas categorias que ocuparão Brasília, a partir deste domingo (28), para defender a democracia e denunciar o golpe parlamentar travestido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Assembleia da Classe Trabalhadora

As atividades iniciaram às 10 horas, com a Assembleia da Classe Trabalhadora do Distrito Federal, no estacionamento do ginásio Nilson Nelson, e prosseguem durante toda a segunda-feira (29) - Dia Nacional de Luta em Defesa da Democracia e dos Direitos.

Às 8 horas, os servidores municipais recepcionarão a presidente Dilma Rousseff, em frente ao Senado, onde ela comparecerá, às 9 horas, para apresentar sua defesa pessoalmente. De lá, às 10 horas, os trabalhadores seguem até o Acampamento em Defesa da Democracia e dos Direitos, ao lado do ginásio Nilson Nelson, onde ocorrerá a programação político-cultural até às 16 horas.

Ato político nacional

O ponto alto da agenda contra o golpe está agendado para às 18 horas, em frente ao Senado, onde acontece o Ato Político Nacional em Defesa da Democracia e dos Direitos.

“Dilma é inocente e será julgada sob a acusação de crimes que não cometeu. E nesse grave momento da História, os servidores municipais não se omitirão, nem deixarão sozinha uma presidente eleita por 54 milhões de brasileiros. Seguiremos solidários à Dilma e firmes denunciando este golpe parlamentar articulado para extinguir direitos e submeter o Brasil aos interesses do grande capital”, convoca a presidente da Confetam/CUT, Vilani Oliveira.  

Confira a agenda contra o golpe

Dia 28 – Domingo

10h – Assembleia da Classe Trabalhadora do DF, no estacionamento do ginásio Nilson Nelson

Dia 29 – Segunda-feira

Dia Nacional de Luta em Defesa da Democracia e dos Direitos

8h – Recepção à presidente Dilma Rousseff em frente ao Senado

10 às 18h – Programação político-cultural no Acampamento em Defesa da Democracia e dos Direitos, ao lado do ginásio Nilson Nelson

18h – Ato Político Nacional em Defesa da Democracia e dos Direitos, em frente ao Senado Federal  

Título: Municipais ocuparão Brasília para se solidarizar com Dilma e defender a democracia, Conteúdo: A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) convoca as federações filiadas, sindicatos da categoria e servidores da base em todo o Brasil a engrossarem fileiras contra o golpe de Estado que se desenha no Senado Federal. Irmanados à Central Única dos Trabalhadores (CUT) e à Frente Brasil Popular, os servidores públicos municipais brasileiros se somam às diversas categorias que ocuparão Brasília, a partir deste domingo (28), para defender a democracia e denunciar o golpe parlamentar travestido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Assembleia da Classe Trabalhadora As atividades iniciaram às 10 horas, com a Assembleia da Classe Trabalhadora do Distrito Federal, no estacionamento do ginásio Nilson Nelson, e prosseguem durante toda a segunda-feira (29) - Dia Nacional de Luta em Defesa da Democracia e dos Direitos. Às 8 horas, os servidores municipais recepcionarão a presidente Dilma Rousseff, em frente ao Senado, onde ela comparecerá, às 9 horas, para apresentar sua defesa pessoalmente. De lá, às 10 horas, os trabalhadores seguem até o Acampamento em Defesa da Democracia e dos Direitos, ao lado do ginásio Nilson Nelson, onde ocorrerá a programação político-cultural até às 16 horas. Ato político nacional O ponto alto da agenda contra o golpe está agendado para às 18 horas, em frente ao Senado, onde acontece o Ato Político Nacional em Defesa da Democracia e dos Direitos. “Dilma é inocente e será julgada sob a acusação de crimes que não cometeu. E nesse grave momento da História, os servidores municipais não se omitirão, nem deixarão sozinha uma presidente eleita por 54 milhões de brasileiros. Seguiremos solidários à Dilma e firmes denunciando este golpe parlamentar articulado para extinguir direitos e submeter o Brasil aos interesses do grande capital”, convoca a presidente da Confetam/CUT, Vilani Oliveira.   Confira a agenda contra o golpe Dia 28 – Domingo 10h – Assembleia da Classe Trabalhadora do DF, no estacionamento do ginásio Nilson Nelson Dia 29 – Segunda-feira Dia Nacional de Luta em Defesa da Democracia e dos Direitos 8h – Recepção à presidente Dilma Rousseff em frente ao Senado 10 às 18h – Programação político-cultural no Acampamento em Defesa da Democracia e dos Direitos, ao lado do ginásio Nilson Nelson 18h – Ato Político Nacional em Defesa da Democracia e dos Direitos, em frente ao Senado Federal  



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.