Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Fetram/SC responsabiliza prefeito Gean Loureiro pela greve dos servidores de Florianópolis

Em manifesto de apoio aos servidores do município, Fetram/SC responsabiliza prefeito Gean Loureiro pela greve dos trabalhadores

Escrito por: Fetram/SC • Publicado em: 16/02/2017 - 11:50 • Última modificação: 16/02/2017 - 15:35 Escrito por: Fetram/SC Publicado em: 16/02/2017 - 11:50 Última modificação: 16/02/2017 - 15:35

.

A Federação dos Trabalhadores Municipais de Santa Catarina (Fetram/SC) divulgou manifesto de apoio à greve dos servidores de Florianópolis e ao sindicato da categoria pela organização do movimento, que completa hoje um mês. No documento, o presidente da Fetram/SC e secretário de Políticas Públicas e Sociais da Confetam/CUT, Lizeu Mazzioni, responsabiliza o prefeito Gean Loureiro (PMDB) pela paralisação dos servidores da Capital do Estado e afirma que somente o gestor do município pode resolver o impasse. 

Confira na íntegra: 

Prefeito Gean, a greve é culpa sua! Revoga e negocia que resolve!

Em democracias, os governos são eleitos para resolver problemas.

Gean, inspirado no governo golpista de Temer, fez um enorme esforço para criar problemas.

Diante de  uma pequena dificuldade financeira criada pelas políticas recessivas de Temer, atacou fortemente os servidores municipais com a retirada de vários direitos conquistados depois de décadas de luta e negociação coletiva.

Por ter a maioria na Câmara de Vereadores, apresentou dezenas de projetos de lei que foram votados sem o estudo e o debate necessários, sem qualquer negociação coletiva com os cidadãos diretamente  interessados no assunto - os servidores municipais.

Indignados com os ataques aos seus direitos, com a total falta de democracia e de negociação coletiva, os trabalhadores municipais reagiram com a firmeza de uma categoria organizada pelo seu sindicato - o SINTRASEM.

Os trabalhadores foram atacados pelo prefeito. A greve é um ato de legítima defesa, reconhecido até no Código Penal.

O ataque do prefeito Gean é desproporcional ao problema. 

A prefeitura precisava  de uma boa gestão e não da destruição do plano de carreira e do estabelecimento de uma guerra do prefeito contra os servidores municipais.

A culpa é sua prefeito. Revoga e negocia que resolve!

A FETRAM-SC/CUT manifesta o apoio dos trabalhadores municipais de Santa Catarina aos colegas de Florianópolis em greve e ao  SINTRASEM pela organização e mobilizaçao da categoria.

Viva a luta dos (as) trabalhadores (as)! Nenhum direito à menos! Juntos somos fortes!

Lizeu Mazzioni
Presidente da FETRAM-SC

 

Edição Déborah Lima

Título: Fetram/SC responsabiliza prefeito Gean Loureiro pela greve dos servidores de Florianópolis, Conteúdo: A Federação dos Trabalhadores Municipais de Santa Catarina (Fetram/SC) divulgou manifesto de apoio à greve dos servidores de Florianópolis e ao sindicato da categoria pela organização do movimento, que completa hoje um mês. No documento, o presidente da Fetram/SC e secretário de Políticas Públicas e Sociais da Confetam/CUT, Lizeu Mazzioni, responsabiliza o prefeito Gean Loureiro (PMDB) pela paralisação dos servidores da Capital do Estado e afirma que somente o gestor do município pode resolver o impasse.  Confira na íntegra:  Prefeito Gean, a greve é culpa sua! Revoga e negocia que resolve! Em democracias, os governos são eleitos para resolver problemas. Gean, inspirado no governo golpista de Temer, fez um enorme esforço para criar problemas. Diante de  uma pequena dificuldade financeira criada pelas políticas recessivas de Temer, atacou fortemente os servidores municipais com a retirada de vários direitos conquistados depois de décadas de luta e negociação coletiva. Por ter a maioria na Câmara de Vereadores, apresentou dezenas de projetos de lei que foram votados sem o estudo e o debate necessários, sem qualquer negociação coletiva com os cidadãos diretamente  interessados no assunto - os servidores municipais. Indignados com os ataques aos seus direitos, com a total falta de democracia e de negociação coletiva, os trabalhadores municipais reagiram com a firmeza de uma categoria organizada pelo seu sindicato - o SINTRASEM. Os trabalhadores foram atacados pelo prefeito. A greve é um ato de legítima defesa, reconhecido até no Código Penal. O ataque do prefeito Gean é desproporcional ao problema.  A prefeitura precisava  de uma boa gestão e não da destruição do plano de carreira e do estabelecimento de uma guerra do prefeito contra os servidores municipais. A culpa é sua prefeito. Revoga e negocia que resolve! A FETRAM-SC/CUT manifesta o apoio dos trabalhadores municipais de Santa Catarina aos colegas de Florianópolis em greve e ao  SINTRASEM pela organização e mobilizaçao da categoria. Viva a luta dos (as) trabalhadores (as)! Nenhum direito à menos! Juntos somos fortes! Lizeu Mazzioni Presidente da FETRAM-SC   Edição Déborah Lima



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.