Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Fetamce orienta sindicatos sobre o “DIA S” - Dia Mundial da Saúde

Federação mobiliza servidores no Dia Mundial da Saúde.

Escrito por: Fetamce • Publicado em: 06/04/2015 - 16:53 Escrito por: Fetamce Publicado em: 06/04/2015 - 16:53

No dia 07 de abril comemora-se o Dia Mundial da Saúde, data criada em 1948 pela Assembleia Mundial da Saúde que tem como objetivo conscientizar a população a respeito da qualidade de vida e dos diferentes fatores que afetam a saúde populacional. Sendo assim, diante da efeméride, a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) convoca os sindicatos filiados a organizarem em todo o estado o chamado “Dia S”, com o intuito de fortalecer esta agenda mundial e pautar questões relativas à saúde do trabalhador e a defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) de qualidade e universal.

Com isso, o movimento sindical dos servidores públicos se junta à ação internacional, que todos os anos realiza campanhas pautando o tema. Essas ações são importantes para que a população aprenda a se cuidar e informe-se sobre seus direitos quando o assunto é promoção da saúde.

A estratégia foi definida no planejamento anual da Fetamce. De acordo com Barroso da Paula, secretário de Saúde do Trabalhador, ficou definido que “a saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade e por isso deve ser pautado”, destacou o sindicalista.

De acordo com a Lei 8.080 de 1990, a saúde é um direito fundamental do ser humano, devendo o Estado prover as condições indispensáveis ao seu pleno exercício. A Lei também enfoca que, para ter saúde, alguns fatores são determinantes, tais como a alimentação, a moradia, o saneamento básico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a educação, a atividade física, o transporte, o lazer e o acesso aos bens e serviços essenciais.

Veja abaixo algumas informações sobre o 7 de abril - “Dia S” Por Mais Saúde para os Trabalhadores e Em Defesa do SUS:

Agenda de Mobilização para o “Dia S”

Ao conclamar seus Sindicatos filiados e os (as) servidores (as) públicos municipais a FETAMCE recomenda a realização de umaAgenda de Mobilização a se realizar durante o dia 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, conforme a realidade de cada Sindicato, contemplando atividades diversas. As atividades prioritariamente devem se realizar em âmbito municipal, podendo também ocorrer em nível regional.

A FETAMCE apresenta algumas sugestões de atividades abaixo que podem ser realizadas em seu município ou regionais por ocasião do dia 7 de abril:

  • Seminário Municipal “Trabalhar, sim! Adoecer, não!”

Consiste em realizar um evento de formação e informação para a categoria abordando a Atenção Integral à Saúde do (a) Trabalhador (a). O Sindicato pode convidar palestrantes do CEREST Estadual (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador), Superintendência Regional do Trabalho, da Secretaria Estadual de Saúde, da Escola de Saúde Pública e da Secretaria Municipal de Saúde para palestrar sobre temas como: saúde do/a trabalhador/a na Atenção Básica; assédio moral no ambiente de trabalho; LER/DORT e a reabilitação para o trabalho; saúde do trabalhador no contexto da precarização do trabalho; seguridade social e saúde do trabalhador no SUS; dentre outros. Ao final do evento o Sindicato pode apresentar a aprovação de uma Carta da Saúde a ser encaminhada para a Prefeitura contemplando sugestões relacionadas ao tema da saúde do/a trabalhador/a.

  • Ginástica Laboral

Consiste em realizar exercícios de fácil execução nos locais de trabalho. O Sindicato pode selecionar Escolas, Unidades Básicas de Saúde ou Secretarias específicas e oferecer 15 a 30 minutos de ginástica laboral para os (as) trabalhadores (as). O Sindicato pode buscar firmar parcerias com Academias de Ginástica ou contratar profissionais da área. Neste momento o Sindicato pode realizar uma Enquete “A Prefeitura deve assegurar a Ginástica Laboral para os servidores?”. O resultado da Enquete acompanhado com texto sobre a questão da saúde do trabalhador deve ser entregue ao Prefeito e aos Gestores de Saúde e de Administração do Município.

  • Grito da Saúde

Consiste em realizar um ato público de denúncia em frente a um equipamento público de saúde (UBS, Hospital, Secretaria de Saúde, etc.) que esteja em situação de abandono ou sucateado. O ato de denúncia “Grito da Saúde” pode denunciar uma obra inacabada, falta de medicamentos, salários atrasados, falta de ambulância, dentre outros problemas. Neste momento o Sindicato divulga um Manifesto fazendo a narrativa da denúncia e exigindo solução imediata por parte da gestão pública. O Sindicato deve instalar um microfone com tribuna “Grite aqui” estimulando a população e os (as) trabalhadores (as) a fazerem suas reivindicações. Fazer a gravação em vídeo dos depoimentos (gritos) para difundir posteriormente nas redes sociais.

  • Espaço Saúde na Praça

Consiste em realizar num período do dia a oferta de atendimentos de saúde para a comunidade e trabalhadores/as, tais como: vacinação, saúde, testes de DSTs, distribuição de preservativos, exames para diabetes, hipertensão e práticas de hábitos saudáveis. O Sindicato deve promover em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde ou com Clínicas Particulares. Servidores da área de saúde podem realizar os atendimentos oferecidos. Por ocasião deste momento o Sindicato deve distribuir panfleto alusivo ao Dia Mundial da Saúde e a questão da Saúde do/a Trabalhador/a.

Outras iniciativas como caminhadas, passeio de bicicletas, ginástica na praça, passeio, sessão de cinema, gincanas, audiência na Câmara municipal, etc. podem ser realizadas conforme a criatividade, estrutura e interesse do Sindicato. O fundamental é que no “Dia S”, 7 de abril de 2015, o Sindicato promova alguma ação focada no tema “Por Mais Saúde para os/as Trabalhadores/as e Em Defesa do SUS” de maneira a potencializar a massificação estadual desta agenda da FETAMCE.

Orientações finais:

A FETAMCE recomenda que os Sindicatos adotem as seguintes providências com vistas a assegurar o sucesso desta importante Agenda de Mobilização Local com repercussão Estadual e Nacional:

a)      O Sindicato deve encaminhar para a FETAMCE (Secretaria Geral) até o dia 06/04 a programação que irá realizar no dia 07 de abril descrevendo (atividade, horário, local, etc.);

b)      O Sindicato deve divulgar a programação em rádios locais, nos locais de trabalho, nas redes sociais, no site do Sindicato e em outros meios de divulgação;

c)      Durante a realização da programação (dia 7/4) o Sindicato deve enviar para a FETAMCE fotos, vídeos e áudios da atividade do “Dia S”, se possível em tempo real, para que seja divulgada em âmbito estadual e nacional;

d)      O Sindicato deve providenciar faixas, banners, carros de som, programas de rádio e outras estratégias de visibilidade para a repercussão do “Dia S”.

Título: Fetamce orienta sindicatos sobre o “DIA S” - Dia Mundial da Saúde, Conteúdo: No dia 07 de abril comemora-se o Dia Mundial da Saúde, data criada em 1948 pela Assembleia Mundial da Saúde que tem como objetivo conscientizar a população a respeito da qualidade de vida e dos diferentes fatores que afetam a saúde populacional. Sendo assim, diante da efeméride, a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) convoca os sindicatos filiados a organizarem em todo o estado o chamado “Dia S”, com o intuito de fortalecer esta agenda mundial e pautar questões relativas à saúde do trabalhador e a defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) de qualidade e universal. Com isso, o movimento sindical dos servidores públicos se junta à ação internacional, que todos os anos realiza campanhas pautando o tema. Essas ações são importantes para que a população aprenda a se cuidar e informe-se sobre seus direitos quando o assunto é promoção da saúde. A estratégia foi definida no planejamento anual da Fetamce. De acordo com Barroso da Paula, secretário de Saúde do Trabalhador, ficou definido que “a saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade e por isso deve ser pautado”, destacou o sindicalista. De acordo com a Lei 8.080 de 1990, a saúde é um direito fundamental do ser humano, devendo o Estado prover as condições indispensáveis ao seu pleno exercício. A Lei também enfoca que, para ter saúde, alguns fatores são determinantes, tais como a alimentação, a moradia, o saneamento básico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a educação, a atividade física, o transporte, o lazer e o acesso aos bens e serviços essenciais. Veja abaixo algumas informações sobre o 7 de abril - “Dia S” Por Mais Saúde para os Trabalhadores e Em Defesa do SUS: Agenda de Mobilização para o “Dia S” Ao conclamar seus Sindicatos filiados e os (as) servidores (as) públicos municipais a FETAMCE recomenda a realização de umaAgenda de Mobilização a se realizar durante o dia 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, conforme a realidade de cada Sindicato, contemplando atividades diversas. As atividades prioritariamente devem se realizar em âmbito municipal, podendo também ocorrer em nível regional. A FETAMCE apresenta algumas sugestões de atividades abaixo que podem ser realizadas em seu município ou regionais por ocasião do dia 7 de abril: Seminário Municipal “Trabalhar, sim! Adoecer, não!” Consiste em realizar um evento de formação e informação para a categoria abordando a Atenção Integral à Saúde do (a) Trabalhador (a). O Sindicato pode convidar palestrantes do CEREST Estadual (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador), Superintendência Regional do Trabalho, da Secretaria Estadual de Saúde, da Escola de Saúde Pública e da Secretaria Municipal de Saúde para palestrar sobre temas como: saúde do/a trabalhador/a na Atenção Básica; assédio moral no ambiente de trabalho; LER/DORT e a reabilitação para o trabalho; saúde do trabalhador no contexto da precarização do trabalho; seguridade social e saúde do trabalhador no SUS; dentre outros. Ao final do evento o Sindicato pode apresentar a aprovação de uma Carta da Saúde a ser encaminhada para a Prefeitura contemplando sugestões relacionadas ao tema da saúde do/a trabalhador/a. Ginástica Laboral Consiste em realizar exercícios de fácil execução nos locais de trabalho. O Sindicato pode selecionar Escolas, Unidades Básicas de Saúde ou Secretarias específicas e oferecer 15 a 30 minutos de ginástica laboral para os (as) trabalhadores (as). O Sindicato pode buscar firmar parcerias com Academias de Ginástica ou contratar profissionais da área. Neste momento o Sindicato pode realizar uma Enquete “A Prefeitura deve assegurar a Ginástica Laboral para os servidores?”. O resultado da Enquete acompanhado com texto sobre a questão da saúde do trabalhador deve ser entregue ao Prefeito e aos Gestores de Saúde e de Administração do Município. Grito da Saúde Consiste em realizar um ato público de denúncia em frente a um equipamento público de saúde (UBS, Hospital, Secretaria de Saúde, etc.) que esteja em situação de abandono ou sucateado. O ato de denúncia “Grito da Saúde” pode denunciar uma obra inacabada, falta de medicamentos, salários atrasados, falta de ambulância, dentre outros problemas. Neste momento o Sindicato divulga um Manifesto fazendo a narrativa da denúncia e exigindo solução imediata por parte da gestão pública. O Sindicato deve instalar um microfone com tribuna “Grite aqui” estimulando a população e os (as) trabalhadores (as) a fazerem suas reivindicações. Fazer a gravação em vídeo dos depoimentos (gritos) para difundir posteriormente nas redes sociais. Espaço Saúde na Praça Consiste em realizar num período do dia a oferta de atendimentos de saúde para a comunidade e trabalhadores/as, tais como: vacinação, saúde, testes de DSTs, distribuição de preservativos, exames para diabetes, hipertensão e práticas de hábitos saudáveis. O Sindicato deve promover em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde ou com Clínicas Particulares. Servidores da área de saúde podem realizar os atendimentos oferecidos. Por ocasião deste momento o Sindicato deve distribuir panfleto alusivo ao Dia Mundial da Saúde e a questão da Saúde do/a Trabalhador/a. Outras iniciativas como caminhadas, passeio de bicicletas, ginástica na praça, passeio, sessão de cinema, gincanas, audiência na Câmara municipal, etc. podem ser realizadas conforme a criatividade, estrutura e interesse do Sindicato. O fundamental é que no “Dia S”, 7 de abril de 2015, o Sindicato promova alguma ação focada no tema “Por Mais Saúde para os/as Trabalhadores/as e Em Defesa do SUS” de maneira a potencializar a massificação estadual desta agenda da FETAMCE. Orientações finais: A FETAMCE recomenda que os Sindicatos adotem as seguintes providências com vistas a assegurar o sucesso desta importante Agenda de Mobilização Local com repercussão Estadual e Nacional: a)      O Sindicato deve encaminhar para a FETAMCE (Secretaria Geral) até o dia 06/04 a programação que irá realizar no dia 07 de abril descrevendo (atividade, horário, local, etc.); b)      O Sindicato deve divulgar a programação em rádios locais, nos locais de trabalho, nas redes sociais, no site do Sindicato e em outros meios de divulgação; c)      Durante a realização da programação (dia 7/4) o Sindicato deve enviar para a FETAMCE fotos, vídeos e áudios da atividade do “Dia S”, se possível em tempo real, para que seja divulgada em âmbito estadual e nacional; d)      O Sindicato deve providenciar faixas, banners, carros de som, programas de rádio e outras estratégias de visibilidade para a repercussão do “Dia S”.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.