Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Municipais de 12 estados dão recado a parlamentares: se votar a favor da Reforma Administrativa, não volta!

Dado pessoalmente a deputados de SC pela presidenta da Confetam, o recado foi reforçado em Brasília pela secretária de Políticas Públicas, e reverberado em todo o Brasil pelos dirigentes da entidade

Escrito por: Déborah Lima • Publicado em: 20/08/2021 - 11:00 • Última modificação: 20/08/2021 - 13:38 Escrito por: Déborah Lima Publicado em: 20/08/2021 - 11:00 Última modificação: 20/08/2021 - 13:38

Reginaldo Kjhelin Coelho Presidenta Jucélia Vargas dá o recado em frente à casa do deputado federal Ricardo Guidi

"Não caiam na enganação desse governo e desse Congresso que querem enriquecer banqueiros e empresários em detrimento do nosso povo. Se essa PEC (32) passar, a população que vai sofrer com o fim dos serviços públicos, porque vai ter que pagar por creche, escola e saúde". O alerta foi feito pela presidenta da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), Jucélia Vargas, na Praça Nereu Ramos, em Criciúma (SC), no #18ADiaDeLuta contra a Reforma Administrativa (PEC 32).

Para marcar o 18 de agosto, dia da Greve Geral do Serviço Público convocada pelas centrais para derrubar a Proposta de Emenda Constitucional nº 32 (PEC 32), Jucélia se juntou a lideranças sindicais para uma visita surpresa às residências dos três deputados da bancada federal da Região: Ricardo Guidi (PSD/SC), Geovania de Sá (PSDB/SC) e Daniel Freitas (PSL/PSC).

Além de pressionar os parlamentares a votarem contra a PEC 32, que tramita na comissão especial da Câmara, o objetivo da visita foi dar pessoalmente o recado das servidoras e servidores públicos municipais brasileiros aos deputados: se votarem a favor da Reforma Administrativa, não receberão o voto dos trabalhadores nas eleições de 2022.

Brasília

O tom foi mantido pela secretária de Políticas Públicas e Sociais da Confetam/CUT, Irene Rodrigues, e pelo secretário de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, Oldack Sucupira, que representaram a entidade no ato do #15ADiaDeLuta, realizado na Câmara Federal, onde os dirigentes se encontraram com o deputado federal Paulo Pimenta (PT/RS) para fortalecer a luta contra a PEC 32.

Em nome do ramo dos municipais CUTistas, Irene Rodrigues enfatizou que a Reforma Administrativa não faz mal apenas aos servidores públicos, mas ao Brasil como um todo. Portanto, aqueles que votarem a favor da matéria não voltarão ao Congresso Nacional nas próximas eleições.

“A Confetam/CUT poderia não estar aqui hoje porque nós não temos servidores municipais em Brasília. Mas achamos fundamental a nossa Confederação estar aqui para deixar um recado para essa Casa: quem votar a (favor da) Reforma Administrativa, não volta porque nós, servidores, vamos impedi-los de voltar”, avisou a sindicalista. 

São Paulo

No estado de São Paulo, a secretária-geral adjunta da Confetam, Luba Melo, e o secretário adjunto de Comunicação e Imprensa, Vlamir Lima, representaram a entidade no ato dos trabalhadores e trabalhadoras do Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo (HSPM) contra a Reforma Administrativa. Os servidores do município também protestaram por reajuste salarial, em frente ao gabinete do prefeito Ricardo Nunes, e contra a PEC 32, na Praça da República, onde se somaram a servidores estaduais e federais no ato realizado na capital do país.

Em São Bernardo do Campo, o Sindicato dos Servidores Públicos do Município (Sindserv SBC) se uniu à CUT ABC e a diversas entidades no ato do #18ADiaDeLuta. O secretário de Comunicação e Imprensa da Confetam, Célio Vieira, reapresentou a entidade na manifestação. Em São José dos Campos, a entidade foi representada pela secretária de Relações do Trabalho, Zelita dos Ramos.

Paraíba

Na Paraíba, a Confetam foi representada pela vice-presidenta, Cícera Batista, na panfletagem realizada pelos servidores municipais nas Unidades Básicas de Saúde e nas ruas de Picuí para esclarecer a população sobre os prejuízos da Reforma Administrativa. Em Sapé e Sobrado, os municipais também fizeram panfletagem e ato público. Em Bayeux, houve ato político na Praça da Prefeitura e aposição de faixas.

Em Boqueirão, a aposição foi de cartazes e o carro de som circulou pela cidade para alertar a população sobre os impactos negativos da PEC 32. Em Monteiro e Frei Martinho, o carro de som também deu o recado dos trabalhadores das prefeituras, do mesmo modo em Baraúna e Nova Palmeira, onde houve ainda distribuição de panfletos.

Ceará

No Ceará, a secretária de Combate ao Racismo, Vilani Oliveira, representou a Confetam no ato do #18ADiaDeLuta, realizado em frente a Assembleia Legislativa, em Fortaleza. Em Aquiraz, município do litoral Leste, a entidade foi representada pela secretária da Mulher Trabalhadora, Ozaneide de Paulo. Em Tabuleiro do Norte, a representação na Tribuna Livre da Região do Vale de Jaguaribe foi feita pelo diretor Rafael Fernandes.

Em Juazeiro do Norte, os municipais do Crato engrossaram a Marcha Regional contra a Reforma Administrativa. Em Antonina do Norte, os servidores fizeram mobilizações com carro de som nas ruas e locais de trabalho, e também defenderam a aprovação do PL da Enfermagem. Em Cascavel, o ato foi virtual e ocorreu na sede do Sindicato dos Servidores Públicos do Município (Sindsem). Nas ruas, um carro de som alertava os deputados federais: “Estamos de olho em você! Cancela a reforma já”, avisava o spot.

Bahia

Em Dom Macedo Costa, Recôncavo Baiano, os servidores públicos municipais fizeram panfletagem pela cidade. Na prefeitura, eles abordaram o prefeito, Aguinaldo Piton Moura, sobre os prejuízos da Reforma Administrativa para os trabalhadores e sobre a negociação do Plano de Cargos e Carreiras da categoria. A Confetam foi representada nas atividades pelo diretor Eli Samuel Passos.

Em Ichu, os municipais pararam no dia da Greve Geral do Serviço Público. Eles realizaram uma manifestação pelas ruas da cidade e participaram de uma audiência pública na Câmara Municipal para debater os efeitos nefastos da PEC 32, que acaba a estabilidade dos servidores, extingue os concursos e as carreiras dos trabalhadores do setor, com o propósito de privatizar os serviços públicos e de transformar direitos constitucionais em simples mercadorias.  

Presença em todas as Regiões

Em pelo menos 12 estados de todas as Regiões do país e no Distrito Federal, dirigentes da Confetam/CUT participaram dos protestos do #18ADiaDeLuta. Em Porto Velho, capital de Rondônia, o secretário adjunto de Saúde, Raimundo Nonato Soares, engrossou a manifestação contra a privatização dos Correios. No Mato Grosso do Sul, a diretora Dilma Gomes representou a entidade nas reuniões realizadas nos locais de trabalho para entrega de material informativo no município de Nova Alvorada do Sul.

No Espírito Santo, a entidade foi representada pela secretária adjunta de Relações do Trabalho, Clemilde Cortes, no ato em Vitória. No Rio Grande do Sul, a representação foi exercida em Caxias do Sul pela secretária de Assuntos Jurídicos, Silvana Piroli. Em Santa Catarina, a diretora Arlete de Souza participou do ato "Cancela a Reforma, Já!", realizado em Rio do Sul.

Gibi para dialogar com o povo

Em Pernambuco, o secretário de Assuntos Jurídicos, Paulo Freitas, representou a Confetam no ato realizado em Abreu e Lima, momento em que o dirigente recebeu a imprensa para repercutir o movimento grevista no município. Em São Bento do Una, os municipais distribuíram o gibi "As desventuras da família Silva" e conversaram com a população sobre os prejuízos da Reforma Administrativa. Nas escolas estaduais que não aderiram à greve, houve diálogo com a juventude. No Maranhão, os municipais engrossaram o ato público da Praça Deodoro, Centro de São Luís.

No Paraná, o Sindicato dos Servidores Municipais de Sarandi (Sismus) engrossou a manifestação unificada dos servidores das três esferas de governo realizada em Maringá. Em Almirante Tamandaré, um ato simbólico na frente da Prefeitura marcou o #18ADiaDeLuta no município.

 

Título: Municipais de 12 estados dão recado a parlamentares: se votar a favor da Reforma Administrativa, não volta!, Conteúdo: Não caiam na enganação desse governo e desse Congresso que querem enriquecer banqueiros e empresários em detrimento do nosso povo. Se essa PEC (32) passar, a população que vai sofrer com o fim dos serviços públicos, porque vai ter que pagar por creche, escola e saúde. O alerta foi feito pela presidenta da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), Jucélia Vargas, na Praça Nereu Ramos, em Criciúma (SC), no #18ADiaDeLuta contra a Reforma Administrativa (PEC 32). Para marcar o 18 de agosto, dia da Greve Geral do Serviço Público convocada pelas centrais para derrubar a Proposta de Emenda Constitucional nº 32 (PEC 32), Jucélia se juntou a lideranças sindicais para uma visita surpresa às residências dos três deputados da bancada federal da Região: Ricardo Guidi (PSD/SC), Geovania de Sá (PSDB/SC) e Daniel Freitas (PSL/PSC). Além de pressionar os parlamentares a votarem contra a PEC 32, que tramita na comissão especial da Câmara, o objetivo da visita foi dar pessoalmente o recado das servidoras e servidores públicos municipais brasileiros aos deputados: se votarem a favor da Reforma Administrativa, não receberão o voto dos trabalhadores nas eleições de 2022. Brasília O tom foi mantido pela secretária de Políticas Públicas e Sociais da Confetam/CUT, Irene Rodrigues, e pelo secretário de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, Oldack Sucupira, que representaram a entidade no ato do #15ADiaDeLuta, realizado na Câmara Federal, onde os dirigentes se encontraram com o deputado federal Paulo Pimenta (PT/RS) para fortalecer a luta contra a PEC 32. Em nome do ramo dos municipais CUTistas, Irene Rodrigues enfatizou que a Reforma Administrativa não faz mal apenas aos servidores públicos, mas ao Brasil como um todo. Portanto, aqueles que votarem a favor da matéria não voltarão ao Congresso Nacional nas próximas eleições. “A Confetam/CUT poderia não estar aqui hoje porque nós não temos servidores municipais em Brasília. Mas achamos fundamental a nossa Confederação estar aqui para deixar um recado para essa Casa: quem votar a (favor da) Reforma Administrativa, não volta porque nós, servidores, vamos impedi-los de voltar”, avisou a sindicalista.  São Paulo No estado de São Paulo, a secretária-geral adjunta da Confetam, Luba Melo, e o secretário adjunto de Comunicação e Imprensa, Vlamir Lima, representaram a entidade no ato dos trabalhadores e trabalhadoras do Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo (HSPM) contra a Reforma Administrativa. Os servidores do município também protestaram por reajuste salarial, em frente ao gabinete do prefeito Ricardo Nunes, e contra a PEC 32, na Praça da República, onde se somaram a servidores estaduais e federais no ato realizado na capital do país. Em São Bernardo do Campo, o Sindicato dos Servidores Públicos do Município (Sindserv SBC) se uniu à CUT ABC e a diversas entidades no ato do #18ADiaDeLuta. O secretário de Comunicação e Imprensa da Confetam, Célio Vieira, reapresentou a entidade na manifestação. Em São José dos Campos, a entidade foi representada pela secretária de Relações do Trabalho, Zelita dos Ramos. Paraíba Na Paraíba, a Confetam foi representada pela vice-presidenta, Cícera Batista, na panfletagem realizada pelos servidores municipais nas Unidades Básicas de Saúde e nas ruas de Picuí para esclarecer a população sobre os prejuízos da Reforma Administrativa. Em Sapé e Sobrado, os municipais também fizeram panfletagem e ato público. Em Bayeux, houve ato político na Praça da Prefeitura e aposição de faixas. Em Boqueirão, a aposição foi de cartazes e o carro de som circulou pela cidade para alertar a população sobre os impactos negativos da PEC 32. Em Monteiro e Frei Martinho, o carro de som também deu o recado dos trabalhadores das prefeituras, do mesmo modo em Baraúna e Nova Palmeira, onde houve ainda distribuição de panfletos. Ceará No Ceará, a secretária de Combate ao Racismo, Vilani Oliveira, representou a Confetam no ato do #18ADiaDeLuta, realizado em frente a Assembleia Legislativa, em Fortaleza. Em Aquiraz, município do litoral Leste, a entidade foi representada pela secretária da Mulher Trabalhadora, Ozaneide de Paulo. Em Tabuleiro do Norte, a representação na Tribuna Livre da Região do Vale de Jaguaribe foi feita pelo diretor Rafael Fernandes. Em Juazeiro do Norte, os municipais do Crato engrossaram a Marcha Regional contra a Reforma Administrativa. Em Antonina do Norte, os servidores fizeram mobilizações com carro de som nas ruas e locais de trabalho, e também defenderam a aprovação do PL da Enfermagem. Em Cascavel, o ato foi virtual e ocorreu na sede do Sindicato dos Servidores Públicos do Município (Sindsem). Nas ruas, um carro de som alertava os deputados federais: “Estamos de olho em você! Cancela a reforma já”, avisava o spot. Bahia Em Dom Macedo Costa, Recôncavo Baiano, os servidores públicos municipais fizeram panfletagem pela cidade. Na prefeitura, eles abordaram o prefeito, Aguinaldo Piton Moura, sobre os prejuízos da Reforma Administrativa para os trabalhadores e sobre a negociação do Plano de Cargos e Carreiras da categoria. A Confetam foi representada nas atividades pelo diretor Eli Samuel Passos. Em Ichu, os municipais pararam no dia da Greve Geral do Serviço Público. Eles realizaram uma manifestação pelas ruas da cidade e participaram de uma audiência pública na Câmara Municipal para debater os efeitos nefastos da PEC 32, que acaba a estabilidade dos servidores, extingue os concursos e as carreiras dos trabalhadores do setor, com o propósito de privatizar os serviços públicos e de transformar direitos constitucionais em simples mercadorias.   Presença em todas as Regiões Em pelo menos 12 estados de todas as Regiões do país e no Distrito Federal, dirigentes da Confetam/CUT participaram dos protestos do #18ADiaDeLuta. Em Porto Velho, capital de Rondônia, o secretário adjunto de Saúde, Raimundo Nonato Soares, engrossou a manifestação contra a privatização dos Correios. No Mato Grosso do Sul, a diretora Dilma Gomes representou a entidade nas reuniões realizadas nos locais de trabalho para entrega de material informativo no município de Nova Alvorada do Sul. No Espírito Santo, a entidade foi representada pela secretária adjunta de Relações do Trabalho, Clemilde Cortes, no ato em Vitória. No Rio Grande do Sul, a representação foi exercida em Caxias do Sul pela secretária de Assuntos Jurídicos, Silvana Piroli. Em Santa Catarina, a diretora Arlete de Souza participou do ato Cancela a Reforma, Já!, realizado em Rio do Sul. Gibi para dialogar com o povo Em Pernambuco, o secretário de Assuntos Jurídicos, Paulo Freitas, representou a Confetam no ato realizado em Abreu e Lima, momento em que o dirigente recebeu a imprensa para repercutir o movimento grevista no município. Em São Bento do Una, os municipais distribuíram o gibi As desventuras da família Silva e conversaram com a população sobre os prejuízos da Reforma Administrativa. Nas escolas estaduais que não aderiram à greve, houve diálogo com a juventude. No Maranhão, os municipais engrossaram o ato público da Praça Deodoro, Centro de São Luís. No Paraná, o Sindicato dos Servidores Municipais de Sarandi (Sismus) engrossou a manifestação unificada dos servidores das três esferas de governo realizada em Maringá. Em Almirante Tamandaré, um ato simbólico na frente da Prefeitura marcou o #18ADiaDeLuta no município.  



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.