Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Confetam/CUT convoca servidores municipais para Dia Nacional de Paralisação

Nesta sexta-feira (10), municipais de todo o país sairão às ruas para protestar contra a reforma trabalhista, que entra em vigor no dia seguinte às manifestações nacionais.

Escrito por: Confetam/CUT • Publicado em: 05/11/2017 - 14:49 • Última modificação: 09/11/2017 - 16:20 Escrito por: Confetam/CUT Publicado em: 05/11/2017 - 14:49 Última modificação: 09/11/2017 - 16:20

. .

Em sintonia com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) convoca para o Dia Nacional de Paralisação, nesta sexta-feira (10), quando ocorrerão protestos pela anulação da reforma trabalhista por todo o Brasil.

Prevista para vigorar no dia seguinte às manifestações nacionais, a reforma desmontou a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Para enfrentar o desmonte de direitos e os ataques à organização dos trabalhadores, as centrais sindicais sairão unificadas às ruas nos atos de 10 de novembro.

Na data, também serão denunciadas à população as mazelas que o desgoverno do presidente ilegítimo Michel Temer trouxe à vida do trabalhador e o que ainda pode ser aprovado, como a Reforma da Previdência, cujo objetivo é dificultar o acesso do trabalhador brasileiro à aposentadoria. 

A unidade das centrais e a força dos trabalhadores

“O momento é de unidade, de superação de divergências para a construção de uma ação conjunta de todas as centrais sindicais, deixando claro ao governo golpista e ao Congresso Nacional que estamos juntos na luta pela anulação da reforma trabalhista”, afirma a presidente da Confetam/CUT, Vilani Oliveira.

A Confetam/CUT orienta as federações estaduais filiadas e os sindicatos de base a aderirem às atividades das CUTs e demais centrais nas capitais dos estados, no Distrito Federal, e/ou a organizarem manifestações nas regiões/cidades onde os servidores públicos municipais estão organizados. As manifestações devem denunciar as aberrações jurídicas da reforma trabalhista questionadas pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e Justiça do Trabalho.

Agende-se

Dia Nacional de Paralisação pela Anulação da Reforma Trabalhista

Sexta-feira, dia 10 de novembro de 2017

Adesão aos atos organizados pela CUT nas Capitais e no Interior

Confira os locais e os horários das manifestações nos estados e participe!

Acre
Rio Branco
08h – Ato com concentração na Praça da Revolução

Alagoas
Maceio
08H – Concentração na praça Sinimbu

Amazonas
Manaus
16h - Manifestação na Praça Heliodoro Balbi (Praça da Polícia)

Amapá
Macapá
10h – Concentração na Praça da Bandeira

Bahia
Salvador
11h - Caminhada do Campo Grande até a Praça Municipal
13h - Manifestação na porta da Previdência Social no Comércio 

Brasília
09h – Ato Fora Temer e suas medidas -  Espaço do Servidor – Esplanada dos Ministérios

Ceará
Fortaleza
Marcha da Esperança/ Dia Nacional de Luta contra a Reforma Trabalhista
9h – Praça Clóvis Beviláqua (Praça da Bandeira - Centro)

Região do Cariri
8h30 - Concentração na Praça da Prefeitura de Juazeiro do Norte e caminhada até a Praça Pe. Cícero

Espírito Santo
Vitória
12h- Concentração na Praça 8 e caminhada até a justiça do trabalho

17h- Ato na UFES (Universidade Federal do ES)

Goiás
Goiânia
16h- Ato unificado na Praça do Bandeirante

Maranhão
São Luis
05h- Ato na Barragem do Bacanga

Minas Gerais
Belo Horizonte
09h – Ato na Praça da Estação

Mato Grosso do Sul
Campo Grande
16h – Ato na Praça Ari Coelho com enterro da CLT na Superintendência do Trabalho

Mato Grosso
Cuiabá
15h - Praça Ipiranga

Pará
Belém
08h30 – Concentração no TRT na  Praça Brasil – Caminhada até o  Ver-O-Peso

Paraíba
João Pessoa
14h – Lyceu Paraibano

Paraná
Curitiba
11h- Ato na Boca Maldita

Pernambuco
Recife
09h – Assembleia da classe trabalhadora na Praça da Democracia (Derby)

Piauí
Teresina
08h – Ato Unificado – Praça Rio Branco – Com Caminhada pelas Ruas do Centro

Rio Grande do Norte
Natal
14h – Ato  com concentração na Praça Gentil Ferreira no Bairro Alecrim. Depois será feita uma caminhada pelas ruas principais até a Cidade Alta

Mossoró - Concentração às 7h, na Arte da Terra 

Rio Grande do Sul
Porto Alegre
10h as 14h – Plenária de Mobilização -  Auditório da Igreja da Pompeia (R. Barros Cassal, 220, Floresta POA)
16h – Abraço à Justiça do Trabalho – Av. Praia de Belas
18h – Ato das Centrais – Esquina Democrática

Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
16h – Concentração na Candelária – Caminha pra a Cinelândia

Roraima
Boa Vista
09h- Concentração na Praça do Centro Cívico – caminhada pelas ruas do centro

Santa Catarina
Florianópolis 
16h – Ato no Ticen
Chapecó
13h – Ato na BRF/Sadia
Lages
13h – Ato em frnte ao Hospital Tereza Remo
Blumenau 
06H30 – Panfletagem nos Terminais Fonte e Alterro
Joinvile
13h – Ato na Funcição Tupi
Forquilinha
11h30- Concentração na JBS
Nova Veneza
13h30- Concentração na JBS

São Paulo
São Paulo
09h30 – Ato em São Paulo – Concentração na Praça da Sé
10h30 – Caminhada até a Avenida Paulista
14h30 – Ato de professores e servidores no Palácio dos Bandeirantes contra o PL da Morte
Campinas
17h00 – Ato no Largo do Rosário, no Centro

Sergipe
Aracaju 
15h- Ato com concentração às 15h na Praça Getúlio Vargas (praça da OAB)

Tocantis
Palmas
09h – Em frente a CEF – Quadra 105 Sul – Rua SE 01

*Até dia 10 de novembro, essa programação será atualizada

Fonte: Central Única dos Trabalhadores - CUT

Título: Confetam/CUT convoca servidores municipais para Dia Nacional de Paralisação, Conteúdo: Em sintonia com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) convoca para o Dia Nacional de Paralisação, nesta sexta-feira (10), quando ocorrerão protestos pela anulação da reforma trabalhista por todo o Brasil. Prevista para vigorar no dia seguinte às manifestações nacionais, a reforma desmontou a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Para enfrentar o desmonte de direitos e os ataques à organização dos trabalhadores, as centrais sindicais sairão unificadas às ruas nos atos de 10 de novembro. Na data, também serão denunciadas à população as mazelas que o desgoverno do presidente ilegítimo Michel Temer trouxe à vida do trabalhador e o que ainda pode ser aprovado, como a Reforma da Previdência, cujo objetivo é dificultar o acesso do trabalhador brasileiro à aposentadoria.  A unidade das centrais e a força dos trabalhadores “O momento é de unidade, de superação de divergências para a construção de uma ação conjunta de todas as centrais sindicais, deixando claro ao governo golpista e ao Congresso Nacional que estamos juntos na luta pela anulação da reforma trabalhista”, afirma a presidente da Confetam/CUT, Vilani Oliveira. A Confetam/CUT orienta as federações estaduais filiadas e os sindicatos de base a aderirem às atividades das CUTs e demais centrais nas capitais dos estados, no Distrito Federal, e/ou a organizarem manifestações nas regiões/cidades onde os servidores públicos municipais estão organizados. As manifestações devem denunciar as aberrações jurídicas da reforma trabalhista questionadas pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e Justiça do Trabalho. Agende-se Dia Nacional de Paralisação pela Anulação da Reforma Trabalhista Sexta-feira, dia 10 de novembro de 2017 Adesão aos atos organizados pela CUT nas Capitais e no Interior Confira os locais e os horários das manifestações nos estados e participe! Acre Rio Branco 08h – Ato com concentração na Praça da Revolução Alagoas Maceio 08H – Concentração na praça Sinimbu Amazonas Manaus 16h - Manifestação na Praça Heliodoro Balbi (Praça da Polícia) Amapá Macapá 10h – Concentração na Praça da Bandeira Bahia Salvador 11h - Caminhada do Campo Grande até a Praça Municipal 13h - Manifestação na porta da Previdência Social no Comércio  Brasília 09h – Ato Fora Temer e suas medidas -  Espaço do Servidor – Esplanada dos Ministérios Ceará Fortaleza Marcha da Esperança/ Dia Nacional de Luta contra a Reforma Trabalhista 9h – Praça Clóvis Beviláqua (Praça da Bandeira - Centro) Região do Cariri 8h30 - Concentração na Praça da Prefeitura de Juazeiro do Norte e caminhada até a Praça Pe. Cícero Espírito Santo Vitória 12h- Concentração na Praça 8 e caminhada até a justiça do trabalho 17h- Ato na UFES (Universidade Federal do ES) Goiás Goiânia 16h- Ato unificado na Praça do Bandeirante Maranhão São Luis 05h- Ato na Barragem do Bacanga Minas Gerais Belo Horizonte 09h – Ato na Praça da Estação Mato Grosso do Sul Campo Grande 16h – Ato na Praça Ari Coelho com enterro da CLT na Superintendência do Trabalho Mato Grosso Cuiabá 15h - Praça Ipiranga Pará Belém 08h30 – Concentração no TRT na  Praça Brasil – Caminhada até o  Ver-O-Peso Paraíba João Pessoa 14h – Lyceu Paraibano Paraná Curitiba 11h- Ato na Boca Maldita Pernambuco Recife 09h – Assembleia da classe trabalhadora na Praça da Democracia (Derby) Piauí Teresina 08h – Ato Unificado – Praça Rio Branco – Com Caminhada pelas Ruas do Centro Rio Grande do Norte Natal 14h – Ato  com concentração na Praça Gentil Ferreira no Bairro Alecrim. Depois será feita uma caminhada pelas ruas principais até a Cidade Alta Mossoró - Concentração às 7h, na Arte da Terra  Rio Grande do Sul Porto Alegre 10h as 14h – Plenária de Mobilização -  Auditório da Igreja da Pompeia (R. Barros Cassal, 220, Floresta POA) 16h – Abraço à Justiça do Trabalho – Av. Praia de Belas 18h – Ato das Centrais – Esquina Democrática Rio de Janeiro Rio de Janeiro 16h – Concentração na Candelária – Caminha pra a Cinelândia Roraima Boa Vista 09h- Concentração na Praça do Centro Cívico – caminhada pelas ruas do centro Santa Catarina Florianópolis  16h – Ato no Ticen Chapecó 13h – Ato na BRF/Sadia Lages 13h – Ato em frnte ao Hospital Tereza Remo Blumenau  06H30 – Panfletagem nos Terminais Fonte e Alterro Joinvile 13h – Ato na Funcição Tupi Forquilinha 11h30- Concentração na JBS Nova Veneza 13h30- Concentração na JBS São Paulo São Paulo 09h30 – Ato em São Paulo – Concentração na Praça da Sé 10h30 – Caminhada até a Avenida Paulista 14h30 – Ato de professores e servidores no Palácio dos Bandeirantes contra o PL da Morte Campinas 17h00 – Ato no Largo do Rosário, no Centro Sergipe Aracaju  15h- Ato com concentração às 15h na Praça Getúlio Vargas (praça da OAB) Tocantis Palmas 09h – Em frente a CEF – Quadra 105 Sul – Rua SE 01 *Até dia 10 de novembro, essa programação será atualizada Fonte: Central Única dos Trabalhadores - CUT



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.