Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Confetam/CUT celebra 17 anos de lutas e conquistas

A entidade comemora 17 anos de organização do Ramo dos Municipais em todo o Brasil e nas Américas

Escrito por: Confetam/CUT • Publicado em: 19/06/2017 - 15:33 • Última modificação: 19/06/2017 - 18:00 Escrito por: Confetam/CUT Publicado em: 19/06/2017 - 15:33 Última modificação: 19/06/2017 - 18:00

. .

Fundada em 17 de junho de 2000, a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) completou, neste sábado (17), dezessete anos de lutas e conquistas. Tudo começou em 1995, quando houve a primeira tentativa de organização do Ramo dos Municipais, que tomaria corpo quatro anos depois, com o apoio da Internacional de Serviços Públicos – ISP.

Em junho de 1999, numa reunião realizada em São Paulo com sindicatos e federações já existentes, foi desenhado um Plano de Trabalho para a entidade. Dois meses depois, líderes da categoria, reunidos num seminário em Santa Catariana, fizeram o esboço daquele que seria o primeiro Plano de Ação da Confetam/CUT. 

No ano seguinte, nasce a Confetam, durante o I Congresso Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal, realizado em Corumbá de Goiás, nos dias 16, 17 e 18 de junho de 2000. Presente inicialmente em 243 municípios, em quase duas décadas de história a Confetam/CUT se consolidou como entidade máxima de representação dos servidores públicos municipais no Brasil, estando representada hoje em 21 estados.

Ramo que mais cresce na base da CUT

A Confetam/CUT está organizada em 17 federações estaduais e quase 900 sindicatos municipais e regionais filiados, que juntos representam cerca de dois milhões de servidores municipais, sendo atualmente o Ramo que mais cresce na base da Central Única dos Trabalhadores (CUT), com uma média de 50 novas filiações de entidades por ano. 

Entendendo a diversidade da luta de brasileiros e brasileiras, a Confetam/CUT implementou em sua estrutura Secretarias de Raça, Mulheres, Juventude e LGBT para incorporar nas bandeiras da entidade a defesa da igualdade no mundo do trabalho.

Para resistir e lutar com qualificação contra sucessivos golpes à democracia e ataques à classe trabalhadora brasileira, a Confetam também tem contado com o apoio de parceiros de peso, como o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Resistência ao avanço do capital e do neoliberalismo

Com apoio nacional e internacional, o movimento sindical dos servidores municipais brasileiros cresceu e colheu frutos. Está representado hoje nas CUTs estaduais, na CUT Nacional, na Internacional de Serviços Públicos e na Confederação dos Trabalhadores Municipais da ISP nas Américas – a Contram, um exemplo de organização que vem sendo seguido em toda a América Latina.

Nesse aniversário de 17 anos, a Confetam/CUT celebra a organização dos municipais no mundo inteiro, comemora a unidade da categoria nas Américas e convoca cada servidor público municipal brasileiro a permanecer firme da luta de resistência contra o avanço dos interesses do capital e do neoliberalismo que tentam desmontar a democracia no Brasil e os direitos de seu povo.

Título: Confetam/CUT celebra 17 anos de lutas e conquistas, Conteúdo: Fundada em 17 de junho de 2000, a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) completou, neste sábado (17), dezessete anos de lutas e conquistas. Tudo começou em 1995, quando houve a primeira tentativa de organização do Ramo dos Municipais, que tomaria corpo quatro anos depois, com o apoio da Internacional de Serviços Públicos – ISP. Em junho de 1999, numa reunião realizada em São Paulo com sindicatos e federações já existentes, foi desenhado um Plano de Trabalho para a entidade. Dois meses depois, líderes da categoria, reunidos num seminário em Santa Catariana, fizeram o esboço daquele que seria o primeiro Plano de Ação da Confetam/CUT.  No ano seguinte, nasce a Confetam, durante o I Congresso Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal, realizado em Corumbá de Goiás, nos dias 16, 17 e 18 de junho de 2000. Presente inicialmente em 243 municípios, em quase duas décadas de história a Confetam/CUT se consolidou como entidade máxima de representação dos servidores públicos municipais no Brasil, estando representada hoje em 21 estados. Ramo que mais cresce na base da CUT A Confetam/CUT está organizada em 17 federações estaduais e quase 900 sindicatos municipais e regionais filiados, que juntos representam cerca de dois milhões de servidores municipais, sendo atualmente o Ramo que mais cresce na base da Central Única dos Trabalhadores (CUT), com uma média de 50 novas filiações de entidades por ano.  Entendendo a diversidade da luta de brasileiros e brasileiras, a Confetam/CUT implementou em sua estrutura Secretarias de Raça, Mulheres, Juventude e LGBT para incorporar nas bandeiras da entidade a defesa da igualdade no mundo do trabalho. Para resistir e lutar com qualificação contra sucessivos golpes à democracia e ataques à classe trabalhadora brasileira, a Confetam também tem contado com o apoio de parceiros de peso, como o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT). Resistência ao avanço do capital e do neoliberalismo Com apoio nacional e internacional, o movimento sindical dos servidores municipais brasileiros cresceu e colheu frutos. Está representado hoje nas CUTs estaduais, na CUT Nacional, na Internacional de Serviços Públicos e na Confederação dos Trabalhadores Municipais da ISP nas Américas – a Contram, um exemplo de organização que vem sendo seguido em toda a América Latina. Nesse aniversário de 17 anos, a Confetam/CUT celebra a organização dos municipais no mundo inteiro, comemora a unidade da categoria nas Américas e convoca cada servidor público municipal brasileiro a permanecer firme da luta de resistência contra o avanço dos interesses do capital e do neoliberalismo que tentam desmontar a democracia no Brasil e os direitos de seu povo.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.