Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Câmara de Goiânia aprova reforma da previdência municipal em primeira votação

Por 18 votos a 17, Plenário da Casa aprovou a matéria sob protestos dos servidores.

Escrito por: Rádio Trabalhador • Publicado em: 06/09/2018 - 16:19 • Última modificação: 06/09/2018 - 16:56 Escrito por: Rádio Trabalhador Publicado em: 06/09/2018 - 16:19 Última modificação: 06/09/2018 - 16:56

. .

A Câmara de Vereadores de Goiânia (GO) aprovou, nesta quinta-feira (6), o projeto de reforma da previdência do município. Dois vereadores foram fundamentais para a vitória do prefeito Iris Rezende (MDB) na votação da reforma do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Goiânia (IPSM). O pleito foi empatado em 17 x 17 com o voto do servidor municipal, vereador GMC Romário Policarpo (PTC), a favor do projeto da prefeitura. E, em seguida, desempatado com voto de minerva do presidente Andrey Azeredo (MDB), chegando ao resultado de 18 x 17.

O processo durou toda a manhã e os servidores públicos, mais uma vez, lotaram as galerias, pediram arquivamento e vaiaram os vereadores que se manifestaram a favor do projeto.

Secretários municipais e o presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Goiânia (IPSM), Sílvio Fernandes, também acompanharam os debates.

Os servidores municipais saíram revoltados, prometendo denunciar cada vereador que votou contra os trabalhadores. A categoria sinaliza, inclusive, com uma greve geral contra a aprovação definitiva do IPSM.

Sindicatos como o SINTEGO, SINDSÁUDE, SOEGO, SIEG, SINDFLEGO, SINTASB, SINDFISC, as Centrais CUT e CTB, entre outros, prometem endurecer a luta nas próximas sessões. O projeto segue agora para a Comissão do Trabalho e deve retornar ao plenário para segunda votação em dez dias. Enquanto isso, os vereadores poderão apresentar emendas.

Veja abaixo como votaram os vereadores

Sim = a favor da prefeitura

Não = a favor dos servidores municipais

Título: Câmara de Goiânia aprova reforma da previdência municipal em primeira votação, Conteúdo: A Câmara de Vereadores de Goiânia (GO) aprovou, nesta quinta-feira (6), o projeto de reforma da previdência do município. Dois vereadores foram fundamentais para a vitória do prefeito Iris Rezende (MDB) na votação da reforma do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Goiânia (IPSM). O pleito foi empatado em 17 x 17 com o voto do servidor municipal, vereador GMC Romário Policarpo (PTC), a favor do projeto da prefeitura. E, em seguida, desempatado com voto de minerva do presidente Andrey Azeredo (MDB), chegando ao resultado de 18 x 17. O processo durou toda a manhã e os servidores públicos, mais uma vez, lotaram as galerias, pediram arquivamento e vaiaram os vereadores que se manifestaram a favor do projeto. Secretários municipais e o presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Goiânia (IPSM), Sílvio Fernandes, também acompanharam os debates. Os servidores municipais saíram revoltados, prometendo denunciar cada vereador que votou contra os trabalhadores. A categoria sinaliza, inclusive, com uma greve geral contra a aprovação definitiva do IPSM. Sindicatos como o SINTEGO, SINDSÁUDE, SOEGO, SIEG, SINDFLEGO, SINTASB, SINDFISC, as Centrais CUT e CTB, entre outros, prometem endurecer a luta nas próximas sessões. O projeto segue agora para a Comissão do Trabalho e deve retornar ao plenário para segunda votação em dez dias. Enquanto isso, os vereadores poderão apresentar emendas. Veja abaixo como votaram os vereadores Sim = a favor da prefeitura Não = a favor dos servidores municipais



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.