Municipais de Porto Velho protestam contra suspensão de convênios de saúde pelo Ipam

20/01/2020 - 17:54

Tamanho da dívida do Instituto com conveniadas será apresentado nesta terça, na Câmara.

Servidores públicos municipais de Porto Velho (RO) realizaram, na manhã da última quarta-feira (15), uma manifestação de três horas, em frente ao Instituto de Previdência e Assistência Médica da categoria (Ipam), para protestar contra a suspensão de convênios com hospitais, clínicas e consultórios.

Os manifestantes reivindicaram o pleno funcionamento do Fundo de Assistência Médica do órgão que beneficia os servidores e seus dependentes. Eles temem que a suspensão dos convênios sinalize uma tentativa de sucatear o Fundo para justificar sua eventual privatização.

Os trabalhadores estão reunindo documentos para propor uma auditoria no Ipam feita pelo Tribunal de Contas com o objetivo de esclarecer de que forma os recursos do Fundo foram aplicados pelas últimas gestões.

Dados serão apresentados na Câmara nesta terça

Na última sexta-feira (17), uma comissão de servidores públicos do município e representantes do sindicato da categoria (Sindeprof), do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem de Rondônia (Sinderon) e do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado (Sintero) se reuniram com representantes do Executivo, da Diretoria e do Conselho do Ipam.

Ficou acordado que o grupo fará o levantamento do valor real da dívida e apresentará os estudos atuariais. Representantes da gestão voltam a se reunir com os trabalhadores, nesta terça-feira (21) na Câmara Municipal, para apresentar os dados levantados e tamanho da dívida da instituição com os hospitais e clínicas conveniadas.