CUT orienta entidades para atos do dia 7 de setembro

26/08/2021 - 14:41

Em São Paulo, o ato Fora Bolsonaro/Grito dos Excluídos acontecerá no Vale do Anhangabaú

A Central Única dos Trabalhadores, maior Central da América Latina, orienta a seus filiados sobre o 7 de setembro, quando serão realizados os atos 'Fora, Bolsonaro' a 27ª edição do Grito dos Excluídos, tradicionalmente realizado no Dia da Independência.

Para a CUT, a ofensiva autoritária de Bolsonaro e seus apoiadores com pautas como o militarismo, o voto impresso e o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) deve ser repudiada nas ruas.

A Central condena esse discurso, afirmando além de não interessar ao país e à democracia tem servido para esconder as reais prioridades da aliança entre o governo e a maioria do congresso: destruir direitos, serviços públicos e a soberania nacional. 

A pauta deste 7 de setembro sintetiza o Fora Bolsonaro com a luta por participação popular, saúde, comida, moradia, trabalho, renda. Veja aqui a Convocatória Oficial da Campanha Fora Bolsonaro para os atos.

Essas são bandeiras históricas da Central que neste 7 de setembro demarca:

. a defesa da soberania nacional e do patrimônio público, combatendo as privatizações;

. a defesa dos serviços públicos e a derrota da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 32, da reforma administrativa;

. a Medida Provisória 1045 que reestabelece a escravidão, atacando todos os direitos trabalhistas e precarizando ainda mais a juventude trabalhadora!

São também bandeiras prioritárias de luta da Central:

. uma reforma Tributária justa, solidária e sustentável;

. salário digno, trabalho decente, emprego e renda;

. combate à inflação e a fome;

. defesa da agricultura familiar e a luta por segurança e soberania alimentar;

. vacina para toda a população brasileira; e.

. auxílio emergencial de R$ 600.        

Para a Central, é necessário que toda a estrutura da CUT se envolva na organização e mobilização dos atos marcados para o próximo 7 de setembro em todo o Brasil e no exterior.

A CUT orienta que seus filiados participem de modo militante e massivo para proporcionar maior visibilidade das bandeiras de luta que representa e forneça recursos da sua estrutura para o ato: carros de som, bandeiras, balões, tendas para distribuição de máscaras e álcool gel etc.

Nota da Organização do Ato Fora Bolsonaro e Grito dos Excluídos em SP

Em São Paulo, a Paulista esteve em disputa: a CUT e as demais organizações que impulsionam a Campanha Fora Bolsonaro buscaram, na justiça, o direito de realizá-lo na Avenida Paulista. A Prefeitura de São Paulo autorizou a realização no Vale do Anhangabaú.

Em nota à imprensa, ontem à noite (25/08), a comunicação do Ato do 7 de Setembro em São Paulo informou:

“A Campanha #ForaBolsonaro, articulação que reúne mais de 80 entidades e movimentos sociais e sindicais e o Grito dos Excluídos comunicam que, sob protestos, mudou o local do ato do dia 7 de setembro da Av. Paulista para o Vale do Anhangabaú, na região central de São Paulo, às 14 horas.

A coordenação do ato convoca os veículos de comunicação e jornalistas para coletiva à imprensa nesta 5ª feira (26/8), às 14 horas, no Sindicato dos Bancários (rua São Bento, 413, Centro). Na ocasião serão fornecidos detalhes sobre o ato.”

Atos em outros estados

A Central orienta que as estaduais e sindicatos informem neste formulário sobre horário e local onde ocorrerão atos no 7 de setembro.

Aniversário da CUT e panfletagem

No 28 de agosto data em que a CUT completa 38 anos, além das celebrações de aniversário da Central a CUT convoca seus filiados para um Mutirão Nacional Fora Bolsonaro.

A ideia é que as entidades filiadas organizem panfletagens em locais de grande circulação e bairros periféricos com o objetivo de convocar a população para os atos e explicar os porquês da luta Fora Bolsonaro. A mobilização também ocorrerá nas redes para a convocação para o ato.

Para esse trabalho de agitação e propaganda a organização disponibilizou alguns materiais como o panfleto 10 MOTIVOS PARA TIRAR BOLSONARO DA PRESIDÊNCIA; a edição especial do Jornal Brasil de Fato GESTÃO BOLSONARO: FOME, DESEMPREGO, CORRUPÇÃO E MAIS DE 570 MIL MORTES . Há ainda muitos outros materiais que podem ser usados nas redes e nas ruas (acesse aqui).

Seja um/a comunicador/a do ato

A CUT solicita que manifestantes que forem ao ato, em especial sindicalistas que contribua na divulgação dos atos em todo o Brasil: “São fundamentais os vídeos, cards, áudios, cartazes, faixas e todas as formas possíveis de comunicar e destacar a importância desses atos. Os dirigentes sindicais devem chamar para o ato na sua cidade e postar em todas as redes. Usem a hashtag #7SForaBolsonaro para que possamos localizar seu conteúdo. Toda a militância deve mostrar que vai no ato para que mais gente se anime a participar das mobilizações. Juntos somos mais fortes!”, solicita a secretária de Mobilização e Relação com os Movimentos Sociais da CUT, Janeslei Albuquerque.

Janeslei reforça ainda sobre a organização e segurança dos militantes nos atos: ” Lutemos com indignação e irreverência. Nos organizemos coletivamente para acolher a militância e garantir a segurança de todos que desejam se manifestar contra esse governo genocida e corrupto. Cada cidade deve reforçar a dinâmica de constituir comissões temáticas que têm funcionado em várias localidades: finanças, mística, segurança sanitária, segurança física, plantão jurídico, etc. Compartilhando e envolvendo a militância na própria construção e condução dos atos, para realizarmos atos bonitos, alegres, seguros e organizados como são os atos da nossa Central”, conclui.